PF indicia 21 por fraude em Porto

Foi divulgado nesta sexta, pela Polícia Federal, que há uma semana foi concluído o inquérito policial referente à Operação Gênesis, deflagrada em conjunto com o Ministério Público Federal e Controladoria Geral da União em agosto.

Ela visou desarticular uam quadrilha especializada em fraudes com licitações e desvio de recursos públicos destinados ao transporte escolar em Porto Seguro. O inquérito será encaminhado ao MPF em Eunápolis, que pode oferecer denúncia contra os 21 indiciados.

De acordo com a investigação, a organização criminosa era integrada por servidores da Prefeitura de Porto Seguro, agentes políticos, empresários e “laranjas” que, desde 2013, vinham direcionando as licitações para uma empresa.

O desvio dos recursos era feito com superfaturamento e subcontratação. Foram constatadas ainda irregularidades na prestação dos serviços e lavagem do dinheiro obtido ilegalmente com os contratos.

A empresa foi contratada pela Prefeitura de Porto Seguro há cerca de quatro anos, sendo o contrato prorrogado sucessivas vezes. Nesse período, a Prefeitura repassou cerca de R$ 37 milhões para o serviço de transporte escolar.

Além da análise de todo o material apreendido, foram ouvidas 65 pessoas. Houve indiciamento de 21 pelos crimes de falsidade ideológica, corrupção passiva, corrupção ativa, organização criminosa, crimes licitatórios e lavagem de dinheiro. Bens e valores foram indisponibilizados.

22:46   |