TRE adia julgamento de Dr. Almeida

O juiz Fábio Alexsandro Costa Bastos, relator dos recursos do prefeito de Canavieiras, Clóvis Roberto de Almeida, acatou pedido da defesa e adiou o julgamento das três ações que estavam pautadas para esta segunda-feira.

AS ações, no pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, analisam a cassação de Almeida por diversas irregulares apontadas pelo Ministério Público na eleição de 2016. Por não ter sido condenado em segunda instância, ele ainda administra o município.

Segundo as denúncias do MP-BA, acatadas pelo juiz eleitoral de Canavieiras, o prefeito e o vice omitiram despesas na prestação de contas ao contratar, durante o pleito, um trio elétrico. Além disso, o gestor foi flagrado distribuindo combustíveis a eleitores.

Isto foi confirmado em juízo pelo coordenador da campanha e pelo dono do posto. Almeida escondeu ainda uma nota fiscal de R$ 20 mil, referente ao fornecimento de combustíveis, que corresponde a cerca de 82% de todo o gasto da campanha.

O advogado de Almeida, Michel Soares Reis, alegou somente agora ter assumido a causa. Por isso, os recursos devem ir ao plenário na quarta-feira.

22:36   |