Rui Costa irrita produtores de eventos

O decreto do governador Rui Costa (PT), reduzindo subitamente a lotação de eventos de shows de 5 mil pessaos para 3 mil, pegou o setor do entretenimento de surpresa e prejudicou várias produções em andamento, que foram canceladas e perderam o dinheiro já investido.

A falta de diálogo com o setor, que é ignorado pelo governador desde o início da pandemia, irritou quem trabalha e depende do entretenimento. O produtor Aldo Benevides (foto) criticou Rui Costa em entrevista na rádio Metrópole, em especial uma declaração do petista.

"Ele foi muito infeliz quando falou que não estamos cuidando dos nossos negócios. A gente não só cuida das nossas coisas, mas cuidamos da coisa dele, que é a Bahia. Ele que não está cuidando de nós". Aldo deu como exemplo o empresário Marcelo Brito, que investiu pesado no Baile da Santinha.

Depois de gastar muito mais que o normal para adequar o evento aos protocolos exigidos pelo estado, ele foi surpreendido com o decreto, publicado quatro dias antes do show. Aldo diz que Rui Costa "não está inviabilizando o evento, ele está invibializando a Bahia, que é o estado da música".

Ele lembra que São Paulo, "que não é o estado da música," está com tudo funcionando sem limite de público. Aldo conta que outros eventos foram prejudicados. A festa Bonfim de Tarde, com Bell Marques e Harmonia do Samba, que seria no dia 10, foi cancelada.

Em seguida, ainda na segunda-feira, foi a vez dos ensaios de verão do cantor Leo Santana, que tinham começado na sexta-feira (7) e teria edições nos dias 14 e 21 de janeiro, no Parque de Exposições. Os cancelamentos levaram a Associação Brasileira dos Promotores de Eventos a emitir uma nota oficial.

"Nesse momento, cancelar eventos controlados é precipitado, preconceituoso e incoerente. A Abrape defende que, diante do cenário conhecido por outros países que enfrentam essa cepa e os bons exemplos vistos no país, se mantenha a realização de eventos em locais onde seja possível controlar os protocolos sanitários".

15:24  |  


Muito esforço foi feito para produzir estas notícias. Faça uma doação para repor nossas energias. Qualquer valor é bem vindo. Pode ser via Bradesco, ag 0239, cc 62.947-2, em nome de A Região Editora Ltda, ou pelos botões abaixo para cartão e recorrentes.

     


morena fm