a regiao
booked.net
7.Setembro.2021 - Atualizada às 15h00

Carreata por Bolsonaro reúne 3 mil carros

carreata bolsonaro


em Itabuna, segundo estimativa de nossa reportagem, baseada no tamanho da fila de veículos. A carreata a favor do presidente Jair Bolsonaro e pelas liberdades garantidas pela Constituição, que vem sendo atacadas por decisões do STF, lotou a Avenida do Cinquentenário de uma ponta a outra (cerca de 3km).

A fila dava a volta no quarteirão do final da avenida e voltava pela Beira-Rio. Em certos momentos, os carros chegaram a ocupar as avenidas dos dois lados do Rio Cachoeira simultaneamente. A maioria dos carros trazia famílias inteiras e o cortejo também tinha muitas motos e alguns caminhões, todos decorados com a bandeira brasileira. Veja o video aqui.

Iniciada por volta das 9 horas, a carreata prosseguiu por toda a manhã. O movimento não teve uma coordenação central e foi divulgado apenas por WhatsApp e Twitter. Dos veículos tradicionais, apenas a rádio Morena FM e o jornal A Região divulgaram que haveria manifestação em Itabuna. Nenhum outro veículo tradicional ou blog cobriu o evento.

A carreata foi acompanhada por carros de som tocando o Hino Nacional e músicas feitas para Bolsonaro, como "O Mito Chegou", de Luan Rocha.

Nossa reportagem ouviu alguns participantes, que eram unânimes em dois pontos: defender o presidente Bolsonaro e criticar o STF, em especial o ministro Alexandre de Moraes, pelas medidas contra bolsonaristas, jornalistas e blogueiros. Alguns falaram da necessidade de renovar o Congresso "demitindo os que atrapalham o país".

Muitas cidades

As manifestações em defesa de Bolsonaro e das liberdades constitucionais foram realizadas em várias cidades, com destaque para Brasília e Rio de Janeiro. Os apoiadores do presidente lotaram Brasília desde a véspera e nesta terça, promovendo talvez o maior ato público já visto na cidade.

salvador por bolsonaro Os apoiadores de Salvador, tida como reduto do PT, lotaram o Farol da Barra do forte até o Cristo. Em cidades como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, São Luis, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Boa Vista, Campo Grande, Cuiabá, Vila Velha, Vitória, Maceió, Porto Velho e Belém do Pará, uma multidão lotou as ruas.

A esquerda também tentou fazer manifestações, estas contra o presidente Bolsonado, porém todas as realizadas pela manhã fracassaram, com poucos apoiadores, a maioria ligados a partidos como PT e PCdoB. A ausẽncia de público nos atos da oposição os transformaram em vexame.

Em São Paulo, a manifestação lotou a Avenida Paulista e foi inevitável a comparação com o evento da esquerda no Vale do Anhangabaú, que não tinha 10% do público do ato por Bolsonaro. Houve manifestações também em países como Estados Unidos, Canadá e Inglaterra.

O discurso do Presidente

O presidente Jair Bolsonaro discursou em Brasília e em São Paulo. Na capital federal ele chegou no Rolls Royce presidencial dirigido pelo tricampeão mundial de Formula 1 Nélson Piquet. "Não escolham o lado do conforto. Esse retrato que estamos tendo nesse dia é de vocês. É um ultimato para todos que estão na Praça dos Três dos Poderes, inclusive eu", discursou.

O presidente criticou a prisão de conservadores nos últimos dias e fez críticas aos ministros do STF, dizendo que "esse ministro do Supremo Tribunal Federal perdeu as condições mínimas de continuar dentro daquele tribunal", em referência a Alexandre de Moraes.

"Não podemos aceitar mais prisões políticas no nosso Brasil. Ou o chefe desse Poder enquadra os seus ou esse Poder pode sofrer aquilo que não queremos. Nós todos aqui juramos respeitar a nossa constituição, quem age fora dela ou se enquadra ou pede pra sair", disse

Já em São Paulo, Bolsonaro afirmou que há pessoas interessadas em torná-lo inelegível para 2022 e mandou o recado: “Quero dizer àqueles que querem me tornar inelegível em Brasília: só Deus me tira de lá. Só saio preso, morto ou com vitória. A minha vida pertence a Deus, mas a vitória pertence a nós".


Muito esforço foi feito para produzir estas notícias. Faça uma doação para repor nossas energias. Qualquer valor é bem vindo.

     


morena fm

a regiao
booked.net
1.Junho.2021

Nova estrada não duplica nem resolve o problema

nova estrada


do alto fluxo de veículos entre Itabuna e Ilhéus. A obra anunciada pelo estado não duplica a Rodovia Jorge Amado e cria um novo problema, gerando um congestionamento constante no Banco da Vitória, onde a nova estrada, que será de mão única na direção do litoral, termina.

O prefeito de Itabuna, Augusto Castro, que é da base do governador, disse que a nova rodovia "ligando os maiores municípios do sul da Bahia", "realiza esse sonho de várias décadas da população sulbaiana". Mas a nova estrada não liga as duas cidades, parando bem antes.

Também não é o "sonho de várias décadas". Este era a duplicação real da estrada, da saída de Itabuna até a chegada em Ilhéus. O projeto também previa uma ligação da BR-101 até o começo da nova pista, além de saídas essenciais para o futuro Porto Sul e o litoral sul.

Não tem o essencial

Na altura do Banco da Vitória, onde a estrada estadual vai terminar, o projeto previa uma pista ligando diretamente à zona norte, outra à zona sul, desafogando o tráfego, principalmente no verão, quando milhares de carros têm que entrar na cidade para seguir até as praias.

A estrada estadual não tem nada disso. Ela aproveita uma estrada de terra que já existe entre os dois pontos. Não prevê ligação alguma ao Porto Sul, como no projeto original, tornando-a uma obra inútil para o sul da Bahia se o Governo Federal não intervir e construir o restante do original.

A nova estrada, além de não resolver o problema, custará R$ 40 milhóes a mais que a do projeto original, um mistério que deveria ser investigado pelo Ministério Público. Ao fazer uma meia obra com dinheiro estadual, o governo baiano evita ser fiscalizado pelo TCU.

Mentiras oficiais

O anúncio da obra está cheio de mentiras. "A rodovia vai ser importante para o desenvolvimento econômico do Litoral Sul baiano, porque facilitará a ligação da região com o Oeste, Meio Oeste e Extremo Sul do estado". A nova estrada não tem ligação sequer com a BR-101.

"Em Ilhéus, o escoamento da produção de grãos em direção ao Porto de Malhado será beneficiado com a implantação da via". As carretas de grãos vêm pela estrada de Uruçuca. Se mudarem para a nova estadual, vão congestionar o Banco da Vitória. E não existe ligação com a BR-101.

O estado diz que a estrada vai facilitar "o transporte de produtos agrícolas e do minério da região de Brumado em direção ao Porto Sul, que será construído em breve". Esta é a maior mentira, já que todo o transporte será feito pela Ferrovia de Integração Oeste/Leste.

Por fim, o anúncio do estado diz que a estrada "vai proporcionar melhoria no deslocamento entre as duas cidades", algo improvável, devido ao gargalo que será formado em Banco da Vitória. Outra falácia é a de que facilita o acesso às praias, como apontou o Jornal das Sete, da rádio Morena FM.

Todos os motoristas terão que entrar em Ilhéus do mesmo jeito que fazem hoje, além de enfrentar o afunilamento no Banco da Vitória. Sem ligar as duas cidade, sem ligação com a BR-101, nem saídas para as zonas norte e sul do litoral, a nova estrada é uma obra cara e inútil.


Muito esforço foi feito para produzir estas notícias. Faça uma doação para repor nossas energias. Qualquer valor é bem vindo. Pode ser via Bradesco, ag 0239, cc 62.947-2, em nome de A Região Editora Ltda, ou pelos botões abaixo para cartão e recorrentes.

     


morena fm